Gion Kitagawa Hanbee

May 9, 2019

Reina Hamada, Kaori Saida

O povo japonês gosta de beber chá, não apenas o chá verde “matcha”. Em Quioto, há um café onde se pode experimentar os mais variados tipos de chá, o “Gion Kitagawa Hanbee”.

 

O café Gion Kitagawa Hanbee fica perto de Hanami-kozi, uma pequena rua no famoso bairro de Gion.

Este é o famoso menu do Gion Kitagawa Hanbee.

Aqui é possível provar cinco tipos de chá e doces.

Da esquerda para a direita, os chás são o “matcha”, “sencha”, “hojicha”, “wa-oolongcha” e “wakocha”.

Também da esquerda para a direita os doces são: doce de chocolate, “rakugan” (doce de açúcar), noz caramelizada, doce de yuzu, torta de frutas e doce de pêssego. Os doces mudam de acordo com a estação do ano.

 

Agora vamos fazer uma pequena descrição dos chás deste café:

  1. Matcha: o famoso chá verde japonês, em pó.
  2. Sencha: outra variedade de chá verde, em ervas.
  3. Hojicha: muito apreciado no Japão, é feito a partir de folhas de chá verde tostadas. Combina muito bem com doces e sorvetes.
  4. Wa-Oolong-cha: oolong-cha é um chá de origem chinesa. O prefixo “wa” significa “Japão”. É uma adaptação nacional do famoso chá chinês.
  5. Wacha: um chá japonês com um sabor refrescante.

No Gion Kitagawa Hanbee, há também um menu especial com dois tipos de matcha. O matcha é amargo, por isso é normal acompanhar a degustação desta bebida com um doce.

  1. No lado direito da fotografia está o “nigo”, uma espécie de chá verde usado em café também.
  2. No lado esquerdo está o “tokugo” (significa “número especial”), uma versão especial de chá verde de alta qualidade.

Ambos os chás têm aparência semelhante, mas o “tokugo” parece ser mais amargo.
Para além dos chás apresentados, também há bolos de chá verde no Gion Kitagawa Hanbee.

O café Gion Kitagawa Hanbee é um dos melhores estabelecimentos para os apreciadores de chá japonês.

 

HORÁRIO: aberto todos os dias das 11:00 às 22:00

 

ACESSO: o Gion Kitagawa Hanbee fica no distrito de Gion, o mais famoso bairro de Quioto. Pode sair na estação Gion Shijo, da linha Keiha, e andar seis minutos a pé, cerca de 426 metros.

 

MORADA: Kyoto-shi, Higashiyama-ku, Gion-cho, Minami-gawa, Kyoto 510-188

 

HOMEPAGE: gion-kitagawahanbee.kyoto/

 

 

Hamada Reina e Saida Kaori

Tsujiri

Reina Hamada e Kaori Saida

Em Quioto há uma loja de doces de chá verde muito famosa. Chama-se “Tsujiri” e aqui poderá provar os mais fantásticos e variados doces de chá verde, com chá proveniente de “Uji”, a conhecida “a aldeia do chá verde”.

Aqui poderá encontrar uma oferta de doces para todos os gostos: sorvetes “parfaits”, doces com feijão japonês “azuki”, bem como bolinhos de arroz, granizados e doces tradicionais não só japoneses, como também de outros países.

A casa “Tsujiri” começou a sua atividade em 1978, tendo estado na sua origem o desejo dos fundadores de dar a conhecer às gerações mais jovens a forma correta de servir e tomar chá verde e também o sabor maravilhoso desta bebida.

O nome “Tsujiri” (em japonês, 都路里), resulta da junção das seguintes três letras: “capital” (都), em referência a Quioto; “estrada” (路) em referência à “Avenida Shijo” e “vila” (里), relativa a Uji.

Neste lugar, poderá apreciar a atmosfera de Quioto e conhecer os vários sabores do chá verde de Uji.

Apresentamos em seguida alguns dos doces que recomendamos:

Parfait (sorvete) – este é um doce muito popular. Existem clássicos e edições limitadas. Na primavera, o “mebae”, com tons primaveris (rosa, branco e verde) ,é muito apreciado. O tom rosa das flores de cerejeira é representado pela gelatina de morango e chocolate. O branco é pelo gelado de baunilha e o verde pelo creme de chá verde de Uji. É um parfait equilibrado, com um aroma muito agradável.

Este é o parfait clássico, chamado “Parfait Especial Tsujiri”. É um pouco maior, mas como o chá verde é amargo, não é muito doce. É acompanhado com muita fruta e bolinhos de arroz (dango).

Este é o “Tsujiri Parfait”, recomendado para quem preferir algo mais simples. É muito popular entre as senhoras.

Pode ainda provar o chá verde de Uji e, se for acompanhado por algas “kombu”, ou doces tradicionais, é ainda melhor!

Para além dos doces, também há “soba” de chá verde e outros menus de refeições.

No “Tsujiri”, a oferta é variada e ideal para um almoço ou lanche!

Existem quatro lojas “Tsuhiri” no Japão, sendo a de Gion a principal, no centro de Quioto.

Endereço: Higashiyama ku Shijyo Dori – Gion 573-3

Website: http://www.giontsujiri.co.jp

Telefone: 075 561 2257

Horário de funcionamento: 10h00 – 22h00

Aberto todos os dias

Acesso:

  • cinco minutos a pé da estação Gion Shijo (linha Keihan)
  • autocarro / ônibus – desça na paragem “Gion”

 

 

 

Akoyachaya

Akoyachaya – um restaurante de ochazuke

阿古屋茶屋by Yukari Miyakawa, Saki Hamada, Beatriz Tanaka

 

O ochazuke é o nome de um prato japonês, que consiste em arroz com chá.

É hábito comer o ochazuke com tsukemono (vegetais em conserva) ou outras iguarias.

 

Como surgiu o ochazuke

Diz-se que o consumo de ochazuke tornou-se comum em meados do período Edo (1603-1868), entre as pessoas comerciantes e artesãos. As pessoas tinham que comer rápido por causa do trabalho e, nesse período, não existiam ainda técnicas para esquentar e conservar arroz. Então as pessoas começaram, a deitar o chá quente no arroz. Mais tarde, começaram a aparecer restaurantes de ochazuke, sendo considerado algo como nós vemos o fast-food, hoje em dia. Em Kyoto, o ochazuke era conhecido como bubuzuke.

 

 

 

Akoyachaya阿古屋茶屋1

A especialidade deste restaurante é o rodízio de ochazuke. Aqui os clientes podem desfrutar o arroz, o chá e o tsukemono tão típicos do Japão.

O restaurante Akoyachaya fica no meio de Ninenzaka e Sangenzaka. Esta área é conhecida por Kyoto Kiyomizu, pois é aqui que fica o famoso Templo Kiyomizu.

 

Neste restaurante, podemos comer de três maneiras diferentes;

1.O arroz só com tsukemono, aproveitando o seu sabor natural.

2. Comer arroz com tsukemono e chá quente (Hoji-cha)

3. Okayu(uma papa de arroz) para finalizar阿古屋茶屋2

Para sobremesa, este restaurante oferece Monaka, um doce japonês feito com arroz. Em Akoyachaya, os clientes têm dois tipos de feijão doce à disposição no Monaka: Anko (feijão doce) e Kuri-Anko (feijão doce de castanha)

 

Pode repetir tantas vezes que quiser e não há limite de tempo para a refeição.

 

 

ACESSO

 

A pé

Do templo Kiyomizu 6min.

Do santuário Yasaka 10min.

Do templo Kodai 5min.

 

Ônibus

Do ponto de Kiyamizu-michi, 5 min a pé

Até o ponto de Kiyomizu-michi

No ônibus 206 ou 100, saindo da Estação de Quioto (15 min de viagem)

No ônibus 207, saindo da Estação de Hankyu Kawaramachi (8 min de viagem)

No ônibus 207, saindo da Estação de Keihan Gion Shijo (6 min de viagem)

 

Horário     11h – 17h (último pedido às 16h), aberto todo o ano.

O preço      adultos ¥1300

~até terceiro ano da escola primária ¥650

~até 4 anos: gratuito

Número de lugares 60

Endereço   Higashiyama-ku shimizu3-343, Kyoto

Tel      075-525-1519

 

NOTA: este restaurante não aceita reservas, costumando estar sempre cheio durante o mês de agosto.

 

Webpage (em japonês):

http://www.kashogama.com/akoya/

Kanzashi

 

 

By Nao Kagami, Nanami Sakuragi, Mayuko Seki

 kkp

(Kanzashi em flor, usada por uma Maiko, em Quioto)

 

O Kanzashi é o ornamento tradicional nos cabelos das senhoras japonesas.

De origem chinesa, foi usado pela primeira vez no Japão durante o período Jomon (14,000–300 A.C.), mas foi durante o Período Edo (1603–1868) que o seu uso se generalizou, quando os artesãos japoneses tornaram o Kanzashi num ornamento muito sofisticado, que podia até ser usado como arma de defesa.

Hoje em dia, a maioria das mulheres japonesas prefere usar penteados de estilo occidental no seu dia-a-dia, mas o Kanzashi continua a ser muito comum nos casamentos de estilo shintoísta, ou pelas maikos (aprendizes de gueisha).

 

As Maikos e o Kanzashi

 

As famosas gueishas e as aprendizes “maikos” habitam nos famosos “Kagai” de Quioto. Kagai significa “Cidade em flor” e são os bairros típicos da cidade. Existem cinco destes bairros: Gion Kobu, Pontocho, Miyagawacho, Kamishichiken and Gion Higashi.

 

Quem anda pelos Kagai de Quioto, certamente terá oportunidade de encontrar gueishas e maikos usando o atraente “Kanzashi” que, parecendo ornamentos tão grandes e pesados, são na verdade muito leves. Isto só é possível porque são feitos de coral e cal.

 

As Maikos usam algumas técnicas especiais conhecidas como “Hana Kanzashi” e “Tsumami Kanzashi”. Os Kanzashi de metal eram conhecidos como “Birakan Birakan”, mas hoje há muitos “Birakan Birakan” feitos de plástico.

 

As estações do ano e o Kanzashi

 

O Kanzashi encontra-se intimamente ligado à cultura japonesa e à sua relação com as estações do ano. As gueishas e as maikos usam o Kanzashi conforme os meses do ano:

 

 

Janeiro: pinho, bambu.

kkp       k

 

Fevereiro: flor de ameixeira.

kkp

kkp.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Março: flor japonesa Nanohana (Brassica rapa L), flor de pessegueiro em flor e camélias.

s        a

 

Abril : flor de cerejeira (sakura) e formas de borboletas.

d

 

Maio : Ayame (iris japonesa).

e

 

 

 

 

 

 

 

Junho : hortênsia.

 

Julho : Uchiwa (leques japoneses), durante de Festival de Gion (7/10~24), desenhos de peixe-dourado.

we  dd

 

Agosto : flor Asagao (Glória-da-manhã) e flor Susuki (Miscanthus sinensis)

 

ee

 

 

 

 

 

 

 

 

Setembro: flor campainha-chinesa, com temas alusivos ao outono.

 

fr

Outubro: crisântemo.

f

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Novembro: folhas vermelhas.

q

 

Dezembro : Maneki (pequenas tábuas de madeira), cristais de neve

gt gg

fg

 

Em último lugar, apresentamos uma loja onde poderM﷽﷽﷽﷽﷽﷽﷽﷽﷽﷽﷽﷽﷽﷽﷽2 e Kanzashi. A loja “poderorme os meses do ano:os de estilo ocidental á comprar produtos relativos ao Kanzashi. A loja “Ikuokaya” existe desde 1862 e é muito famosa

 

Nome da loja

IKUOKAYA

h

Fundação 1862
Horário 11:30-19:00
Numero de telefone (+81) 75 561 8087EndereçoJAPAN 605-0074 Kyoto,
Endereco Higashiyama-ku, Gion-machi, Minami-gawa 557-2
HP http://www.ikuokaya.com/.

 

ju      j

 

 

 

Mercado Taishogun

Mercado Taishogun – “Rua Yokai”

By Yusuke Kishino, Naoya Ito

 

 

Em Quioto, durante a Era Heian (794-1185), corria o boato de que monstros saíam à noite durante a “Procissão dos cem demónios” (em japonês “Hyakki Yagyō”). Estes demónios eram conhecidos como “yokai”, monstros sobrenaturais do folclore japonês que podiam apresentar inúmeras formas (desde animais, a pessoas e também objectos inanimados que tomam vida).

 

Hoje me dia, muitas pessoas vêm ao Mercado Taishogun, para verem representações destes “yokai”. Por isso, o Mercado Taishogun é conhecido como a “Rua Yokai”. Localizado na Avenida Ichijo, na parte norte de Quioto, fica perto do famoso santuário shintoísta Kitano-tenmangu.

無題.3png

A “Rua Yokai” é muito popular, com estátuas dos famosos monstros que divertem as crianças que aqui se deslocam. Esta zona é também palco de vários eventos, junto das lojas. Entre estas lojas, existe uma padaria chamada “Meister”, que vende produtos alimentares alusivos a este tema.

無題.1png無題.2png

 

No dia 25 de cada mês, junto ao Santuário Kitano-tenmangu realiza-se uma feira da ladra (“flea market”), um dia muito animado onde se pode comprar as mais variadas coisas, desde produtos usados a mobília antiga. Uma visita a esta feira da ladra é certamente um dos bons eventos que Quioto oferece aos seus visitantes.

無題

Acesso

Tomar o autocarro / ônibus número 50 ou 101, na Estação de Quioto, e sair em Kitano Tenmangu-mae.

 

Endereço: 75, Okaminocho, Kamigyo-ku Kyoto-shi, KyotoIMG_3704

Águas Famosas de Quioto

by Shota Furumoto, Shota Ueji, Torakichi Inoue

Aqui apresentamos algumas das mais famosas águas em Quioto.

Gokosui (em Gokonomiya-jinja)

unnamed1

Em primeiro lugar, apresentamos a água do Santuário Gokonomiya-jinja, conhecida pelo nome de Gokosui. Este santuário shintoísta fica a cerca de quatro minutos a pé da Estação Momoyamagoryoumae, na linha Kintetsu. A água Gokosui foi selecionada pelo Ministério do Ambiente como uma das cem melhores de todo o Japão. O nome Gokosui significa “água perfumada” e é realmente uma água muito macia e usada na produção de sake (aguardente de arroz) na região de Fushimi (onde se situa o Santuário). Nesta região situam-se alguns dos maiores produtores de sake de todo o Japão, como a empresa Gekkeikan, por exemplo.
A entrada no Santuário Gokonomiya-jinja é livre e os visitantes podem levar com eles a famosa água Gokusui.
unnamed

ACESSO
Morada: 174 Monzen-Cho Gokonomiya Fushimi-ku, Kyoto
Telefone: 075-611-0559
Horário: 9:00a.m.-4:00p.m.

Gion no Goshin Sui (em Yasaka-jinja)
無題2
Das montanhas Higashiyama, mais precisamente no Santuário Yasaka-jinja, corre a chamada “Água dos Deuses”, em japonês “Gion no Goshin Sui”. Esta água é muito popular entre maikos e geikos, mas também entre algumas pessoas ligadas à indústria de produtos cosméticos.
..無題3

Debaixo do Santuário Yasaka-jinja existe um poço chamado “Ryuketsu”, que diz-se estar ligado a um outro poço chamado “Shinsenen”, situado no Castelo Nijo.

ACESSO

Comboio / Trem: Sair na Estação de Gion-shijo e andar 5 minutos até Yasaka-jinja
Autocarro / Ônibus: Descer no ponto de ônibus de Gion e andar a pé até Yasaka-jinja

Endereço: Kyoto-shi Higashiyama-ku Gion-cho 625
Telefone: 075-561-6155

Kame no I (em Matsuo taisha)
無題4

A terceira água aqui apresentada chama-se “Kame no I”, de um poço do Santuário Matsuo Taisha (também conhecido por Matsunoo). Fundado no ano 701, e mais antigo do que a própria cidade de Quioto, este santuário fica em Arashiyama, uma zona de belas montanhas e muita natureza.

A água de “Kame no I” ficou famosa pelas suas qualidades restaurativas, mas também é muito utilizada pelos melhores produtores de sake desta região.
無題5

ACESSO

Autocarro / Ônibus nº73 ou nº83 desde a Estação de Quioto, para Matuo Taisha (o bilhete custa 230 ienes). Também se pode aceder por comboio / trem, na linha Arashiyama Hankyu (Estação Matsuo-taisha).
Telefone: 075-871-5016
Endereço: 3 Arashiyama-miyamachi, Nishikyo-ku, Kyoto 616-0024

Miyako Odori

by Yamori Kento, Shoko Tomozawa, Yuriko Honda

unnamed.jpg4

Miyako Odori é a dança tradicional de Quioto. Este evento realiza-se desde 1872 em Gion. Durante o mês de abril, coincidindo com as cerejeiras em flor (Sakura), as Geiko (Geisha) e as Maiko (aprendizes de Geisha) dançam no Gion Kobu Kaburenjo Theater.     Antes de assistir à dança, por uma verba extra pode-se experimentar o famoso chá verde japonês. Enquanto se prepara o chá verde, é servido um doce de feijão tradicional. Depois da degustação, o visitante recebe um pequeno prato de porcelana como presente.   O Gion Kobu Kaburenjo Theater oferece um lugar idílico, com um jardim interior e as cerejeiras em flor.

unnamed.jpg5     unnamed.jpg8

A origem da Miyako Odori

A Miyako Odori começou em 1872. A capital havia passado de Quioto para Tóquio em 1869, com o início do Período Meiji, e aquela sofria um declínio. Para recuperar a cidade, o Governador Nagatani criou uma exposição cultural onde apresentava música, dança e chá verde. Assim nascia a Miyako Odori, que ainda hoje se realiza quatro vezes por dia, em Gion, durante o mês de abril.     As sessões duram cerca de uma hora e estão divididas em oito cenas. Através da música e dança, as geiko e maiko representam as estações do ano, fascinando os espectadores. As oito cenas decorrem sem interrupções. No final, todas as maiko e geio dança no palco.  

A apresentação da jovem dançarina que estuda para gueixa

No Japão, a jovem aprendiz de geiko, ou gueixa, é chamada “Maiko”. Durante a sua formação, aprendem a cerimónia do chá, caligrafia, o “shamisen” (instrumento tradicional japonês), bem como a arte da dança e de bem falar. Elas vestem sempre kimono e roupas tradicionais. Depois dos vinte anos, a maio passa a geiko.

unnamed.jpg2               unnamed.jpg6 

 

Preço

Bilhete 1ª classe: 4,000 ienes (piso superior com melhor visibilidade) Bilhete 2ª classe: 2,000 ienes Bilhete especial: 4,500 ienes (inclui cerimónia do chá e presente)

Acesso

Datas: 1 a 30 de abril Horário: 12:30,14:00,15:30,16:50 (cada sessão dura cerca de 60 minutos)

Local: Gion Kobu Kaburenjo Theater (nao lado do Gion Corner)

Morada: 570-2 Gionmachi-Minamigawa, Higashiyama-ku, Kyoto

Accesso: 10 minutos a pé da paragem de autocarro (ponto de ônibus) City Bus Gion Stop

Telefone: +81-75-541-3391 (para reservas)

IYEMON SALON

by Chizuru Tateno; Yuina Matsushita

 

 

O Iyemon Salon é um moderno salão de chá que serve uma bebida com tradição de mais de oito séculos: o chá verde.

 

O Chá Iyemon

O chá verde Iyemon é vendido em todo o Japão, fabricado por uma empresa chamada Fukujuen. Fundada em 1790, usa água de boa qualidade, em Yamazaki (Prefeitura de Quioto), na produção desta famosa bebida. O seu fundador chamava-se Iyemon Fukui, daí o nome deste chá. Hoje, a empresa pertence à Suntory, um dos maiores grupos económicos do Japão.

 

O Iyemon Salon

O Iyemon Salon abriu ao público em junho de 2008, no centro de Quioto. Situado na zona de Karasuma Sanjo, todos os cliente podem apreciar esta famosa e tradicional bebida japonesa num ambiente requintado e moderno.

Entrada do Iyemon Salon

 

Neste estabelecimento, é possível acompanhar o chá verde com um vasta variedade de culinária tradicional japonesa, quer aqui venha de manhã, para o almoço ou para o jantar. O horário de abertura alargado, das 8 horas da manhã até à meia-noite, permite a todos os que vêm a Quioto mais oportunidades para visitar esta casa de chá.

Exemplo de uma refeição no Iyemon Salon.

 

 

Também é possível experimentar o chá Iyemon ao balcão.

 

Outras bebidas

Para além de uma grande variedade de chá Iyemon (Iyemon normal, Iyemon zeitaku reicha, Iyemon koime, etc), também é possível experimentar outras bebidas como cerveja de chá verde ou o Iyemon expresso, uma espécie de chá verde mais forte, tal como o café expresso.

 

Chakai
A Chakai é um evento de grande tradição na cultura japonesa, ligado à cerimónia do chá. O Iyemon Salon realiza regularmente sessões de chakai, em que o mestre prepara e serve aos convidados o famoso chá verde. Nestas ocasiões, o mestre ensina também ao público algo sobre a preparação desta bebida.

 

Lembranças
Depois de terminar a visita ao Iyemon Salon, é possível comprar chá ou utensílios ligados à sua preparação, para que seja possível oferecer como lembrança ou degustar o chá Iyemon em casa.

 

 

 

Acesso

 

Tomar o metro da linha Karasuma até a Estação Karasuma-oike e usar a Saída nº6.

Morada: 80 Nishiirimikura-cho-Sanjo-karasuma, Nakakyo-ku, Kyoto 604-8166

Telefone 075-222-1500

Horário: 8:00~24:00 (último pedido às 23:00)

 

 

 

Mercado Nishiki

By Erika Ono, Natsumi Oku

O Mercado Nishiki

O Mercado Nishiki (em japonês: Nishiki Ichiba) é conhecido como a “cozinha de Quioto”. Ao longo de 390 metros de comprimento estão 126 lojas onde se podem comprar legumes, peixe e outros produtos frescos. Também é possível vir aqui comprar utensílios de cozinha e outros produtos sazonais.

 

O estilo atual em arcada data de 1993, mas este mercado tem um longa história, com séculos de existência. Diz-se que a primeira loja do Mercado Nishiki abriu no séc. XIV. Desde então, lojas especializadas em vários produtos de Quioto aqui se estabeleceram.

Hoje em dia, são muitos os visitantes deste local, não só habitantes de Quioto, mas também turistas japoneses e estrangeiros. Algumas das lojas oferecem amostras grátis, e também existem restaurantes e bares onde é possível degustar as iguarias de Quioto.

tsukemono

 

donuts de tofu

 

Outros dos prazeres possíveis no Mercado Nishiki é ir comendo enquanto se anda. Um dos exemplos são os donuts de tofu que mostramos na fotografia.

Este é, sem dúvida, um dos lugares mais típicos de Quioto e ponto de passagem obrigatório a todos os que querem experimentar não só o ambiente da cidade, mas também os seus sabores. Mesmo não sabendo falar japonês, é possível fazer compras e provar algumas das iguarias desta cidade.

 

Acesso

O Mercado Nishiki corre paralelo à Avenida Shijo, uma das avenidas centrais da cidade. Fica a cerca de cinco minutos a pé da estação de metro Shijo, ou da Estação Kawaramachi da Linha Hankyu.

A morada oficial é: Nishiki Koji-dori, Nakagyou-ku, Kyoto.

 

Horário

As lojas costumam estar abertas das nove horas da manhã até às cinco horas da tarde, mas muitas lojas fecham à quarta-feira ou ao domingo.

Yuba: A nata seca do leite de soja

Yuba: A nata seca do leite de soja

By Chizuru Tateno; Yuina Matsushita

 

 *História

 

Yuba é um alimento baseado no leite de soja e é um dos produtos típicos de Quioto. Primeiro aquece-se o leite de soja e é retirado um filamento que é a nata seca resultante desse aquecimento.

Julga-se que foi introduzido no Japão por monges budistas chineses no séc. X ou por monges budistas japoneses que visitaram a China no séc. XIII.

Desde a sua introdução no Japão que a Yuba está associada a Quioto e à alimentação dos monges budistas desta região.

 

As primeiras lojas de Yuba apareceram no início do séc. XVIII , atingindo o seu auge no início do séc. XX. Em 1980, havia mais de 20 lojas de Yuba em Quioto.

 

*Nutrição

Yuba é conhecida por “carne do campo”, pois tem um alto valor de proteínas, com a vantagem de não ter colesterol.

 

A nata seca do leite de soja

 

 

*Restaurante Nishida

 

Nishida fica perto do famoso Templo da Prata, o Ginkaku-ji, e é um restaurante especializado em Tofu e Yuba. Com uma decoração elegante, aqui poderá passar momentos de relaxamento.

 

 

Restaurante Nishida

Um dos menus disponíveis é o Tetsugaku-ozen, que consiste em:

* A bebida do leite de soja

* A verdura cozida da hortaliça e tofu frio

* O tofu de Quioto

* O arroz cozido da Yu-ba

* A conserva de legumes

 

 

Endereço: 14 Ginkakujimae-cho, Sakyou-ku, Kyotoshi.

 

Telefone: 075-751-2220