Os origens de Higashiyama

April 26, 2010

by Yuko Yamakawa; Ayaka Wakai

 

Higashiyama

 

Higashiyama é um dos distritos mais originais e antigos de Quioto. Verdadeiro centro histórico e cultural de Quioto, é considerado um símbolo de Quioto.

Continuam bem cuidados os templos e santuários relacionados com a família imperal, a família Toyotomi e a família Tokugawa, que foram poderosas naqueles templos, e também os centros antigos de fé.

 

A natureza majestosa que já foi poesia

O distrito Higashiyama situa-se na zona leste da cidade de Quioto, entre a serra Higashiyama e o rio Kamogawa. Uma zona ligeiramente inclinada do rio para a serra espalha-se pela cidade do norte ao sul com a beleza da natureza verde.
Quando um discípulo do famoso poeta Basho Matsuo, Ranetsu Hattori, escreveu o seguinte poema haiku ao ver esta paisagem: “Como se deitasse coberta por um lençol, Higashiyama”. Pensa-se que Hattori se referia à neve que cobria Higashiyama.

 

A história de Higashiyama começa antes da época de Heian

A região Higashiyama tem uma história antiga e era um lugar espaçoso antes das construções que começaram no Período Heian (ano 794 d.C.).
O templo de Hougan, conhecido por Torre de Yasaka, já existia antes da capital se mudar para Heian.

 

Uma época esplendorosa

Quando começou o Período Heian, o templo grande de Houjyu, que a corte de Goshirakawa construiu em Hitijyo, e a residência da família Heike foram construídos em Rokuhara.
Rengueouin, também conhecido por Sanjyusanguendo, é o templo construido por Tairano Kiyomori.No outro lado fica a cordilheira de Higashiyama, de onde se pode ver toda a cidade de Quioto. Esta paisagem começava ter uma caráter de celebração do passado glorioso de Quioto.

 

Uma transformação para a base política dos Samurais

Na época de Kamakura, quando os samurais tomaram o poder, o governo feudal colocou Rokuharatandai como órgão da viagem de serviço. Ele era a base importante da política para guardar a corte imperial e integrar os samurais do oeste no Japão.

Ao entrarmos na época de Momoyama, Toyotomi Hideyoshi planejou fazer um Daibutsu (Buda Gigante) comparável ao do templo Todai em Kyoto e assim construiu o templo Houkou. Por isso, Higashiyama avançou muito. Parece que ele tinha um sentimento especial por Higashiyama, pois muitos templos e santuários xintoístas foram construídos com referência a Hideyoshi.

 

O estilo da cidade de Higashiyama na época de Edo

Mesmo depois de o centro da política ter mudado para Edo (atual Tóquio), Higashiyama continuou alvo de atenção especial como zona política e religiosa. Um magnata empresarial chamado Kashiwaya apareceu e teve influência para o progresso da região. Até agora a casa de Kashiwaya ficou por Touihoukan.

Na mesma época, a zona era muito movimentada por visitantes. O estilo e encanto da cidade de Higashiyama ficou completo nesta época.

 

Uma nova cidade cultural símbolo da modernidade japonesa

Em 1897, para proteger o patrimônio cultural no centro de Quioto, foi inaugurado o Museu Imperial de Quioto. Higashiyama ocupava cada vez mais uma posição importante no aspeto cultural.

Em 1899, MuraiKitibei construiu a primeira fábrica do tabaco em Umamachi. Diz-se que mais de dois mil operários trabalhavam nessa fábrica. Murakami Kichibei que se tornou numa grande magnata por causa da indústria do tabaco, construiu Chorakukan para receber os visitantes. O lindo edifício de estilo ocidental (tem como base o Renascimento) simboliza a modernidade japonesa dessa época.

Em 1910, uma linha ferroviária eletrificada (Kyohan) começou a funcioanr entre Quioto e Osaca. a ferrovia eletrificada de Kyohan funcionou. Esta linha mudou muito a tipologia da cidade de Quioto.

Leave A Comment...

*