Yojiya

November 11, 2013

by Erika Ono & Natsumi Oku

Yojiya é uma marca japonesa de cosméticos com sede em Quioto e particularmente famosa pelos seus papéis para retirar a oleosidade da pelo: o “abura torigami”. Incialmente com o nome de “Kunieda Shoten”, a loja foi fundada em 1904. Em Quioto. Mais tarde, mudou-se para Shinkyougoku, um dos bairros mais animados da cidade, e adotou o seu nome atual: “Yojiya”.

“Kunieda Shoten”vendia não só produtos cosméticos, mas também escovas de dentes, um produto muito procurado desde o Período Edo. Estas escovas de dentes eram muito famosas e de boa qualidade. O nome deste produto era “Yoji”, acabando por se tornar também o nome da loja.

Atualmente, Yojia situa-se no centro da cidade de Quioto, e vende mais de 320 produtos cosméticos, entre os quais os famosos “abura torigami”, mas também escovas, cremes, etc.

Para além da loja principal em Quioto,  a Yojiya tem uma rede de locais de venda em todo o Japão: na Estação de Quioto, em Tóquio (Gion, Hotel Okura, etc), Osaka, Fukuoka, etc. Também no Aeroportos de Narita e Haneda (Tóquio), e no Aeroporto Internacional de Kansai (Osaka) é possível comprar produtos da Yojiya sem imposto.

O “abura torigami”

O “abura torigami” é um tradicional papel que retira a oleosidade da pele. Antigamente era muito usado por atores da Kabuki ou pelas Geishas. Tradicionalmente era confecionado a partir de folhas de papel dourado, num processo conhecido por “furuyagami”.

Este produto da Yojiya é tão famoso, que a imagem de marca é uma senhora a olhar a sua cara refletida num espelho de mão. A esta imagem se chama a “Cara de Yojiya”.

A Avenida Sanjo

by Kazuki Ueda, Takuya Tsuji

Sabe onde fica a Avenida Sanjo? A Sanjo-dori, seu nome em japonês, fica mesmo no centro de Quioto, atravessando a cidade de leste a oeste. No extremo leste fica “Yonnomiya” e a oeste fica a ponte de “Togetsu-kyo”, em Arashiyama ou “Saga-tenryuji”, num total de aproximadamente vinte quilómetros. Como há muito tempo era usada pelos habitantes de Quioto, aqui nasceram várias histórias. Passando por aqui, podemos sentir um pouco da História de Quioto.

Sabe que esta avenida é famosa como um destino para os jovens? Aqui encontra muitas lojas famosas, por isso os jovens têm interesse por este local. Desde a Ponte Sanjo (Sanjo-ohashi) até à Avenida de Horikawa, podemos ver duas passagens: uma moderna e outra antiga. Desde antigamente, toda esta rua é de madeira. Muitos viajantes pernoitavam nas inúmeras estalagens desta zona.

A oeste da Ponte Sanjo, tem uma loja que se chama “Ikedaya”. Essa loja é muita conhecida por causa de uma batalha, a “Ikedaya-Jiken”. Nessa época existiam dois grupos polticos rivais:  um era o “Joi-shishi”, que queria fazer uma revolução e outro era “Shinsen-gumi”. Em 1864, quando o “Joi-shishi” estava fazendo uma reunião, o “Shinsen-gumi” atacou. Os dois gurpos batalharam e, embora tenham perecido muitas pessoas de ambos os lados, o “Shinsen-gumi” venceu. Apesar desta batalha, o “Joi-shishi” conseguiu fazer a revolução que pretendia.

Ikedaya

 

Ponte Sanjo

 

Depois de “Ikedaya”, tem uma rua comercial, a “Sanjo-Meiten-Shotengai”, que é a mais antiga artéria comercial da rua Sanjo. Fica entre a Avenida Horikawa e a rua Senbon. Com mais ou menos 800 metros, é de tipo arcada (com o telhado em cima de rua). Aqui há doçarias, minimercados, bares, restaurantes e outras lojas. Por isso, muitas pessoas aqui vêm visitar as mais de 180 lojas desta rua. Em todas as estações do ano há vários eventos. Por exemplo, o Festival do Sake de Quioto, concertos de música japonesa e outros eventos.

Sanjo-Meiten-Shotengai

Sanjo-Meiten-Shotengai

 

Depois da rua comercial, há um lugar cujo nome é “zona de Quioto nova”. Aqui há muitas lojas de marca, lojas de roupa usada, cafés e outras lojas. As pessoas visitam com namoradas e namorados, família ou amigos. Pode-se dizer que aqui se vê as novas tendências da moda em Quioto. Muitos edifícios são de estilo ocidental, resultado de uma política de modernização da cidade. Assim, muitos edifícios de estilo ocidental foram construídos no centro da cidade. Alguns destes edifícios são os Correios de Nakagyo, o Museu Cultural de Quioto, o SACRA, o Nihon Seimei Kyoto-Sanjyo Building, o Kyoto Damashin Company, etc. Estes edifícios já fazem parte do património cultural da cidade. No Museu Cultural de Quioto, há sempre muitas exposições.

Nihon Seimei Kyoto-Sanjyo Building

Kyoto Damashin Company

 

Na rua Sanjo, podemos também encontrar dois importantes destinos turísticos.

Um deles é o templo xintoísta de Hidashisanjou-Taishogun-Jinja, que fica a leste. É considerado uma das entradas de Quioto. É considerado importante para defender a cidade da entrada de espíritos malignos. As árvores centenárias deste local ficam lindas na época das folhas vermelhas do outono.

O outro local famoso é o sítio da pedra de Benkei. Dizem que o monge-guerreiro Benkei lançou esta pedra da ponte Gojo (Gojo-ohashi), e que ele a usava como treino físico. Este monge lendário era conhecido como grande guerreiro e, após perder um duelo com Minamoto Yoshitsune, ficou ao serviço deste, defendendo-o com bravura até ao fim da dinastia Heike.

Pedra de Benkei

A rua Sanjo é uma das artérias principais de Quioto. Aqui o visitante poderá descobrir sempre coisas novas.