Matsuo-Taisha

April 25, 2009

by Mitsunobu Tokunaga; Takamasa Nishizaki

Matsuo-taisha é um dos templos xintoístas mais antigos de Quioto. No recinto do templo, há três jardins japoneses cheios de beleza e que causam boa impressão por causa da colocação das pedras. Os nomes desses jardins são Jyoko, Kyokusui e o Hourai. Este também é famoso por ser o Deus das bebidas alcoólicas. No recinto do templo, há a água de Kamei que se diz especialmente apropriada para a fermentação, a fazer fé nos comerciantes de bebidas alcoólicas. Além disso, esta água é famosa por ser considerada causa de longevidade da vida. Aqui decorre também o Festival Matsuo.

O jardim de Jyoko(também conhecido por Iwakura)

Jyoko significa“Há muito, muito tempo atrás”.
Antigamente, diz-se que não era um santuário neste templo xintoísta, e a pedra dentro do monte é o lugar onde o Deus fica.
Esse lugar também é chamado “Iwakura” ou “Iwasaka.
Esta obra mostra o lugar onde um ritual era cumprido, no monte Matsuo desde que este santuário foi construido.
Cada pedra deste jardim exprime um Deus.
Além disso, a pedra do centro exprime o Deus do homem e da mulher, e as pedras à volta mostram os deuses que obedecem à pedra do centro.

O jardim de Kyokusui

Foi durante o Período Heiyan que Matsuo-taisha mais prosperou e o jardim de Kyokusui exprime bem esse fato.

O jardim de Hourai

Hourai significa o mundo de um eremita lendário que vive nas montanhas da eterna juventude, e a idéia de Hourai que se sente atraída por esse mundo entrou na moda na época de Kamakura.
A pedra deste jardim parece a ave da eterna juventade, e as pessoas que vêemm isso sentem-se como se morassem no mundo do eremita lendário que vive nas montanhas.

O festival de Matsuo

O festival de Matsuo realiza-se há mais de mil anos.
Há duas cerimônias diferentes dentro do festival de Matsuo.
Uma é a Jinkou, em que os crentes são recebido na cidade, e a outra é o festival de Kankou, em que uma miniatura do santuário permanece durante três semanas na cidade (regressando depois a Matsuo-Taisha).

Data da realização

Primeiro domingo depois do dia 20 de abril.

O destaque

O festival Matsuo é famoso por Funatogyo.
Funatogyo significa o ritual xintoísta que manda do barco um espírito divino e o corpo de Deus até o mar ou o rio.
O destaque mais magnífico é que o santuário da miniatura manda do barco passa um rio de Katsura lentamente.

O objetivo deste festival

Este festival é cumprido para orar pela boa colheita e pela segurança dos crentes, e outros.

Acesso

Descer na estação de Arashiyama de trem (Linha Hankyu)

Castelo Nijo

by Erika Harada; Mamiko Takasaki; Yoshitomo Muroi

História do Castelo de Nijo

A construção do Castelo foi ordenada por Ieyasu Tokugawa em 1603. Em 1788, houve um incêndio em Quioto e parte do Castelo foi destruida.
Em 1867, o governo do Japão é devolvido ao Imperador e, um ano depois, a família Tokugawa entrega a tutela do castelo à Família Imperial.
A partir de 1939, o município de Quioto passou a administrar o Castelo de Nijo e um ano depois o seu interior é aberto a todos os que o desejam visitar.
Em 1952, o Castelo é indicado como Tesouro Nacional e em 1994 a UNESCO escolhe o castelo como Patrimônio Cultural da Humanidade.

Interior de Castelo

Explicação

Dentro do Castelo existem 3000 desenhos e 954 são considerados como tesouros importantes da Cultura Japonesa.

Pintor

Os desenhos no interior têm nomes e decorações próprias e as pinturas foram feitas pelo pintor Kanou Tanyu.

Espaço no interior

Castelo de Nijo tem cinco espaços em seu interior.
1.Shiro-Shoin

2.Kuro-Shoin

3.Ouhiroma

4.Shikidai

5.Toosamurai

Flores de Nijo



Jardim do Castelo de Nijo

O jardim de Ninomaru
Outro nome: O jardim de Hachijim
Características

  • Há uma lagoa no centro
  • Tem três ilhas que flutuam na lagoa,
    chamadas de Ilha de Hourai,
    IIha de Came,IIha de Tsuru

Jardim de Honmaru

Características

  • Foi completado em 1896.
  • Esse jardim tem estilo ocidental.
  • O gramado e as plantas são o centro do jardim.

Jardim de Seiryuen

Característica

  • Foi construido em 1965.
  • Combinação de estilo japonês e ocidental.

A administração do Jardim

A manutenção e administração do jardim são feitas pelo pessoal da cidade de Kyoto que fazem

  • Proteção das cicadáceas(tipo de palmeira) contra o frio.
  • Eliminação das folhas dos pinheiros.

Outras Informações

O mapa

Asesso
Trem

Na Estaçao de Quioto, tomar trem JR para Nijo
Descer em frente.

Bilhete

Adultos:600 ienes
Estudante ginásio e colégio:350 ienes
Estudante primário:200 ienes

Horário

das 9:00 às16:00(fechado nas terças feiras)

Ginkakuji – o Templo de Prata

by Tomomi Serizawa

O verdadeiro nome de Ginkakuji (Templo de Prata) é Tozan-Jishoji e trata-se de um dos templos mais famosos de todo o Japão. Foi construído por ordem do oitavo Shogun do Período Muromachi, Ashikaga Yoshimasa (1436-1496), para servir como seu retiro de montanha. Após a morte do Shogun, o edifício tornou-se num templo budista.

A sua construção demorou oito anos e nele podemos descobrir a beleza austera e simples da cultura do Período Muromachi do séc. XV japonês.

Os jardins do Ginkakuji são tão famosos quanto o próprio templo e, quando o luar se reflete nas duas colinas de areia, ilumina o jardim e cria um contraste inesquecível, vendo a os contornos do Templo de Prata a recortar a paisagem.

Endereço: Ginkakuji-machi 2, Sakyo-ku, Kyoto-shi
Horário: 8:30-17:00 (de dezembro a fevereiro: 9:00-16:30)
Preço: 500 ienes (entrada para Hondo e Tokyudo mais 1000 ienes; entrada para Hondo, Tokyudo e Kanseido mais 2000 ienes)

ACESSO
Ponto de ônibus: Ginkakuji-Mae
Número de ônibus: 32, 203, 204 (Shi-Bus); 18, 51, 55 (Kyoto-Bus); 56, 56A, 57 (Keihan-Bus)